Yo, Fuckers

Eu já estou no Canadá a dois dias (uau) e a preguiça para postar é IMENSA.

Como eu quero me manter longe do português e da cultura brasileira – que não inclui o futebol, no caso – farei um pequeno relatório em todos dias da viagem, para então, na volta, atualizar com um post bem grandão, com fotos, contos e o caraio, ok?

E tó aí ó, a bandeira canadense, for the win.

Maple Leaf Rocks!

Não Escreverei

Ando meio sem saco pra abrir o WordPress esses dias; não que eu vá abandonar essa espelunca, mas a frequência dos updates cairá tal qual o PIB da Chechênia.

E depois, de acordo com a minha irmã, eu não preciso escrever enquanto isso não for minha profissão, e ela está certa, então, boa noite, deitarei pra ler um livro do mestre Woody Allen. E, by the way:

Tinha que ter UMA piadinha pelo menos, né não?

Casual Friday #11 – AsdfMovie/Eu sou um Incompetente

Post duplo, se você é o tipo de pessoa que gosta de nomear coisas.
Começaremos pelo Casual Friday, pra fazer jus à data.

O humor non-sense: Diga-me, o que seria de nós sem essa graça? Pessoas gargalhando por ouvir comparações literárias de Dostoiévski e Dan Brown? Provável.

Felizmente, temos escritores senseless, como Douglas Adams e sua bíblia, a série do Guia do Mochileiro das Galáxias. Um homem que inventa um robô depressivo não pode estabelecer um nexo sólido com a realidade.
Adicionando, também temos os desempregados que fazem animações no YouTube. Eles não se comparam a gênios do humor, como Monty Python, Woody Allen e o próprio Adams, mas que eles nos divertem, isso é inegável.

A vítima de alucinógenos, digo, criador desse vídeo também tem outras obras semelhantes e igualmente engraçadas.
Veja todas no canal do TomSka, o idealizador desses roteiros drogadíssimos.

No mais, vamos passar para o segundo tema dessa atualização:
Eu sou um incompetente. Por quê? Notem nos dois Casual Fridays seguidos!

Eu passei sete dias lendo os textos antigos (de quatro meses atrás) e me desliguei. É um recado rápido, mas necessário.
I ran out of alibis, não tem mais desculpas. As provas acabaram, portanto, isso aí: NO MORE EXCUSES.

Agora é atualização ou pé na porta, soco na cara.

Santa Prova, Batman!

Rápido tapa-buraco, a.k.a aviso.

Eu entrei em semana de provas hoje, e esse glorioso evento se prolongará até a terça-feira que vem. Eu até faria os cálculos para descobrir que dia do mês é, mas a matemática já consumiu meu sistema nervoso e o calendário está entulhado em alguma gaveta.

Assim sendo, as atualizações dessa semana – e provavelmente da próxima – terão falhas e furos. Triste, eu sei.
Se bem que eu tenho um texto quase pronto que, dependendo do meu bom humor em função da prova de biologia, irá ao ar amanhã. E sexta, as usual, sairá o Casual Friday.

É um aviso curto, mas necessário para compreensão desses três vagabundos que acessam o Nostalgia Futurista.
E eu estou trabalhando no FAQ; logo logo será atualizado como uma página decente.

Bom, voltarei a Classificação dos Seres Vivos ou eu zero a avaliação de amanhã. No pain, no gain.
Amanhã um update digno aparece por aí.

Irrelevantes Acontecimentos do meu Sábado

Ok, eu achei esse post necessário. Mentira, só me bateu uma vontade aleatória de escrever; é provavelmente a excitação. Explicarei adiante.

Hoje, como a maioria de vocês sabe (ou deveria saber, em teoria) teremos o show do Guns N’ Roses no Parque Antártica, o simpático estádio do Palmeiras. Até ontem, minhas chances de aparecer lá beiravam o 0%. De um dia pro outro – digamos assim, num passe de mágica – essa estimativa aumentou. Consideravelmente.

Primeiramente – eu não estou em São Paulo. No momento em que redijo este texto, encontro-me comemorando o aniversário do meu véio, em São José dos Campos (cidade em que nasci. Nossa, como tem coisa pra contar ainda).
Saí da capital paulista logo após o término da insuportável prova de 85 testes que, aliás, eu mandei muito bem. Palmas para mim.

Meio (muito) puto por não ver Axl Rose às 9:30(ou mais tarde pois, sabemos, ele sempre atrasa) da noite, me juntei a família.
Meu cunhado, alvo de uma luz divina, sugere:

Vamos tentar ir no show ainda?

Portanto, há uma REMOTA possibilidade de, voltando á amada metrópole, me dirigir ao Parque Antártica (Palestra Itália? Whatever) para o espetáculo da banda que mais idolatro desde meus dez anos. E morram vocês, haters adoradores de piroca.

Se, em meio a muvuca dos vendedores de camiseta e dos fãs desmaiados na fila, eu conseguir meu ingresso com algum cambista…

Chinese Democracy World Tour; mesmo assim, esperaremos os clássicos!

Welcome to the Jungle, baby!

E sim, teremos um post sobre o show e sobre a banda em geral. Vocês sabem o resto.

Senhoras e Senhores do Júri

Venho, através dessa honesta carta, pedir perdão por meus crimes inafiançáveis, sendo o mais memorável, minha falha para com o blog. Meu compromisso com as postagens foi quebrado depois de semanas perfeitas com dois posts; fora o Casual Friday.

Não poderia aqui discursar sem um álibi firme, portanto, hei de informá-los que adentro em semana de provas no colégio. Este último, obviamente, sendo crucial na minha formação acadêmica. Como podem perceber, minha defesa é péssima nessa brincadeirinha de tribunal no blog, então, é bom estudar para um curso de direito.

Um exemplo mais sólido: Na sexta-feira eu comecei a escrever um texto sobre comunismo, até hoje, incompleto. Diversos fatos conspiraram contra mim em sua finalização, podendo citar aqui o estudo e o próprio cansaço pois, pra quem não sabe, eu volto para casa quase todo dia às 5h. Isso me faz lembrar que nem iniciei aquele projetinho Character’s Sheet que consistia no estudo e mini-review da biografia de um personagem fictício. Tentarei fazer isto na quinta; na pior das hipóteses ficará para semana que vem.

Sábado terei uma prova de noventa questões, que simula o vestibular e cobre 33% da minha avaliação. Mesmo assim, farei o possível para ajustar meu tempo e atualizar o blog por 3 dias in-a-row. Caso eu consiga, essa desculpa tornar-se-há desnecessária.

No mais, eu…

– OBJECTION!

– YOU WANT ANSWERS!

– I WANT THE TRUTH!

– YOU CAN’T HANDLE THE TRUTH!

Falando sério agora, me perdoem.
Amanhã ou depois tem atualização. Prometo.

Terra á Vista!

Mesmo fora das extremidades territorias brazucas, não se pode deixar um blog desatualizado, certo, ô gajo?
Portanto, que outro tema seria mais conveniente e promissor do que minhas atuais desventuras pelas linhas lusitanas?

Uma das milhares bandinhas de rua que perambulam por Lisboa.

Então, taí: Um rápido relato de minha curta e inacabada vivência por Portugal. De volta no solo nacional, eu penso se faço um Diário de Bordo, com mais informações relevantes sobre a terrinha de origem.

Continue lendo