E agora, já se foi o Natal

O natal é uma época que todos adoram, independente do ponto de vista. É comemorado como o nascimento de cristo, mesmo sabendo que não nasceu dia 25 de Dezembro. A festança natalina é uma desculpa para a reunião de parentes, dos quais a maioria você nem conhece, e nem se importa, desde que te dêem presentes.

Agora, a festa acabou, estou escrevendo isso na madrugada, dia 26. De hoje em diante, as pessoas tirarão as alegres e serelepes luzes de suas casas, jogarão fora suas árvores artificiais e entulharão seus milhares de papais noéis nos armários e gavetas velhas.

Dizem que no natal, as pessoas se sentem mais felizes e caridosas. Quer dizer que é necessário um natal eterno para uma convivência amável? É deprimente saber que o ser humano depende de festas católicas entupidas de cunho capitalista pra demonstrar um pouco de afeição.

A tarde do dia 24 do último mês do ano é muito legal aqui em casa. Quase todos os familiares passam a noite no apartamento, parecemos uma porrada de refugiados, mas bem felizes, afinal, no dia seguinte haverá toda aquela confraternização, aquela farta janta e, claramente, a hora mais esperada: A troca de inúmeras compras feitas em promoções do feriado.

É hipocrisia dizer que não se importa com os presentes, mas, acredite se quiser, eu gosto de poder conviver com todos de maneira harmoniosa, pelo menos uma vez ao ano. Ninguém está reclamando porque o Corinthians perdeu, não há uma cruzada entre os irmãos pra decidir o que se verá na televisão e tampouco existe uma sonora onda de gritarias rondando os corredores por causa de uma toalha molhada no sofá. Nas noites de natal, só se ouve as divertidas histórias triviais dos tios, o tilintar dos copos de vinho e o CD de Merry Christmas tocando Let it Snow. Até o especial anual de Roberto Carlos torna-se suportável. Ou nem tanto.

A tarde que precede a comemoração é igualmente agradável. Enquanto alguns dormem para se manter firmes até meia-noite, outros assistem os especiais de natal, como O Natal dos Criswalds ou, um dos meus preferidos, O Estranho Mundo de Jack. Eu sei, pareço uma criança abestalhada assistindo esse filme e curtindo os musicais da caveira do mundo que desconhece o feriado do papai noel, mas acho uma animação simplesmente irresistível.

É mais gostoso sair nas tardes da semana natalina. A Av.Paulista enfeitada, os coros dos grandes bancos paulistanos cantando nas calçadas e a preparação para a passagem de ano tornam a avenida mais importante de São Paulo num lugar calmo e sereno. O mês de dezembro transforma as pessoas. Uma pena que essa transformação dure apenas 30 dias. Após isso, começamos um novo ano; um novo ciclo vicioso de arrogância e desprezo.

Muitos criticam o consumismo nas entrelinhas natalinas. Eu ignoro. Essa comercialização da data é o que a mantém. Essas compras desenfreadas de fim de ano são os pilares da sustentação do feriado que une as famílias e traz um pouco de solidariedade para as pessoas.
É uma oportunidade de prosperidade financeira, e também é a época do ano em que a família e os amigos aparecem mais perto de você. O único momento onde é aceitável alguém te ligar as 23:50 da noite, por uma simples, porém significativa, demonstração de afeto.

É mais do que uma troca de presentes. É uma necessidade. É impossível alguém viver numa solidão de cidade grande sem um único período em que todos parecem se importar mais. E esse é meu pequeno – mas epsero que significativo – presente pra vocês. ;-)

Lembro vagamente desse especial do Muppets. Só tinha o áudio no Youtube, mas o que vale é a intenção.

E pra finalizar, com um versinho genial
Desejo a você e a sua família, um feliz natal!

Li essa frase numa daquelas lojas que vendem placas de madeira com mensagens caridosas. Novamente: O que vale é a intenção. Boas Festas!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: